quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Padam Padam!

Il dit "Rappelle-toi tes amours
Rappelle-toi puisque c'est ton tour
'y a pas d'raison pour qu'tu n'pleures pas
Avec tes souvenirs sur les bras..."


Ela diz "Lembra-te de teus amores.
Lembra-te, que é tua vez,
Não há razão para que não chorar
Com suas lembranças nos braços"


(Écoutez le chahut qu'il me fait)

2 comentários:

--=Zod=-- disse...

Obrigado por comentar lá no Túnel de Lixo. Linkei seu blog por lá.

Eu gostaria de ter algo à altura desses versos para comentar, mas me falta sensibilidade para absorver tudo o que eles expressam.

No meu caso, com minhas lembranças nos braços, chorar seria o mínimo. Apesar de eu não ter mais lágrimas e meu sorriso já ter perdido o brilho há tempos.

Dindi disse...

Qualquer ausência de sensibilidade também é bem-vinda...